MelodyDay se rende ao reggae com “Kiss On The Lips”. São o melhor MAMAMOO

No meio de tanto barraco e tanto lançamento ruim nesse mês, eu acabei não percebendo que MelodyDay fez comeback na semana passada. Não que isso seja algo surpreendente porque eu não sigo o grupo de perto nem nada, mas é que assim que eu ouvi a música eu me arrependi de não tê-la conferido antes.

Sobre a música, eu não preciso acrescentar muito ao que outras pessoas já devem ter comentado por aí: é um reggae fusion gostoso e despretensioso com um refrão grudento, uma coreografia fácil de recordar e de reproduzir, e um ótimo MV. E nesses últimos dois anos onde a nova regra do K-Pop parece ser enfiar nas músicas o máximo de coisa possível para o ouvido humano absorver em 3 minutos, uma música boa e simplista é algo refrescante.

Eu vi comparações com Why So Lonely e, apesar do MV ter sido claramente inspirado pelas Wonder Rainhas, as músicas só têm umas similaridades superficiais por conta do gênero e para por aí. Kiss On The Lips se mantém bem mais pop, é algo que Sistar lançaria se elas fizessem um reggae e facilmente se encaixaria num dos dois primeiros álbuns da Rihanna também. Na verdade, desde que eu a ouvi eu tenho certeza que esse refrão foi pego emprestado de alguma música americana da metade dos anos 2000, mas continuo sem saber dizer qual é… quem sabe até o fim do ano.

O que é engraçado pra mim é que MelodyDay tem entregado o que eu esperava do MAMAMOO: um pop direto que faz um uso inteligente dos bons vocais das moças para beneficiá-lo, ao invés de tornar esses vocais o foco único e total da música. MAMAMOO fez isso antes com Piano Man, mas parece que agora o único objetivo é mostrar o quanto o grupo é capaz de cantar. Geralmente é por cima de uma música desinteressante, mas até quando ela é boa, como Décalcomanie, é tanta ejaculação vocal que eu apenas me canso. Não há espaço para a música brilhar, só os vocais.

Mas elas continuarão fazendo isso porque do contrário os fãs vão reclamar que elas estão sendo “desperdiçadas” ou uma merda sem sentido dessas. Eu só posso é agradecer que Décalcomanie não foi parar nas mãos da Tiffany, porque no primeiro play ela traumatizaria meus ouvidos pela eternidade e eu não seria capaz de ouvir música pelo resto da vida.

Então por que GRITAMOO é mais sucedido que MelodyDay? Pra começo de conversa, as integrantes do MelodyDay não são memoráveis. Elas são talentosas, mas não são lindas, não são feias, não são carismáticas, elas sequer têm plásticas desastrosas que fazem você se lembrar mesmo que não queira. Isso também não é muito relevante, visto que nós poderíamos dizer o mesmo de várias girlbands mais populares como, por exemplo, Oh My Girl, mas é aí que entra o trabalho da agência. E pensa só no que a LOEN fez para tornar History e Fiestar populares… esforço nenhum. Eles parecem achar que dar a eles músicas boas e um feat com a IU já basta, diferente da agência do Mamamoo que sabia desde o começo que talento nunca foi e nunca será fator determinante do sucesso (ou da qualidade!) de um grupo.

Os vídeos das coitadas nem ganham legendas de fãs histéricos 😦

Eu gostaria que MelodyDay se mantivesse na vibe reggae para os próximos comebacks, poderia se tornar a identidade do grupo e seu diferencial. Mas isso pressupõe que 1) a LOEN vai fazer algo certo; 2) o grupo viverá para ter um outro comeback… Então o jeito é curtir Kiss On the Lips como se não houvesse amanhã, porque pode ser que para MelodyDay não haja mesmo.

Anúncios

6 comentários sobre “MelodyDay se rende ao reggae com “Kiss On The Lips”. São o melhor MAMAMOO

  1. W- DRAGON só mandando as verdades, chega até ser triste o pessimismo em relação ao futuro de Melodyday, por que ele é bem fundado…

    A agência do Mamamoo realmente tá fazendo bem a divulgação delas, a Solar tava no “we got maried”, três delas, ou duas, estavam no imortal song, o comeback recente foi bem feito, eles até tiraram aquela cena bizarra do elevador…

    As meninas são bem carismáticas (e gostosas), tem tudo pro sucesso, a gritaria não me incomoda tanto, por que elas tem uma boa harmonia, e vozes com timbre bem similar, não fica igual a gatinha do I.O.I, que foi pras “amazonas do zodíaco”, onde só ela grita o tempo todo 😥

  2. *Debut nos comentários
    Eu acho tão deprimente q uma empresa tão grande como a Loen ter apenas IU como ato relevante. Fiestar e Melody Day são grupos tão bons (Hystory eu n sei pq nunca escutei nada deles) e n decolam pq a empresa n se esforça em tirar os grupos da nugulandia.
    Mas falando de Kiss On The Lips, essa musica é uma delicia, fica melhor a cada ouvida e simplesmente n enjoa. É uma pena ver isso flopando e merdas como Knock Knock e Not Today vendendo como água na Coreia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s