B.A.P lançou música nova. E eles não morreram dessa vez

É engraçado como a gente sempre procura um pouco dos nossos artistas favoritos em outros (a menos que você seja uma fangirl que pensa que seu ídolo é único no mundo, é claro). Você pode perceber isso pelo tanto de gente que faz listinha comparando os grupos da nova geração aos da antiga.

Afinal se o que fez a gente gostar de um cantor ou grupo aparece em outro, é mais música para ouvir e mais gente para stannear. Mas também não pode ser idêntico, porque do contrário você só vai se lembrar do original e daí qual a graça?

Por que eu estou falando disso? Porque na Era de Ouro, BigBang era a única boy band com o badass hip hop yolo swag Supreme concept, as outras só faziam flower boy ou amante sedutor concept. Eu procurava outro boygroup como BigBang e não achava… isso mudou em 2012-2014, quando TODA boy band rookie decidiu debutar com o badass hip hop yolo swag Supreme concept (e BEM mais tryhard que o BigBang era com Haru Haru ou Tonight).

Desses alguns conseguiram a minha atenção, mas depois de um tempo eu só queria que essa merda parasse de vez! Hoje, felizmente, a modinha acabou e os grupos dessa época abandonaram completamente o yolo swag concept ou o atualizaram. Desses, o B.A.P é um caso peculiar…

“Warrior” me impressionou muito quando ouvi da primeira vez. Ignore o MV tosco (ele é pura vergonha alheia), isso é um dos melhores debuts de boy band do K-pop e a música é ideal para se ouvir quando você tá furioso. Mas eles também não eram um mini BigBang, porque com essa e outras músicas o B.A.P conseguiu um híbrido de pop, heavy metal e hip hop como som assinatura que os diferenciou e trouxe bastante interesse internacional.

Mas como “identidade coesa” é um termo que a TS Entertainment desconhece, a cada dois comebacks eles se viam obrigados a lançar coisas como “Crash” e “Stop It“, que NÃO TINHAM NADA A VER COM O RESTO DA DISCOGRAFIA, por algum motivo que até hoje está além da compreensão humana. Além disso, como o grupo lançava EP quase toda semana e não ganhava quase nada por isso, rolou um processinho contra a agência que no final não deu em nada e só serviu para eles perderem momentum no mercado.

Quando eles voltaram, tudo permaneceu o mesmo. As músicas badass poderiam ter sido lançadas em 2012/2013 facilmente, eles continuaram fazendo comebacks em ritmo frenético e lançando bostas como “Feel So Good” e “That’s My Jam” de tempos em tempos.

Apesar do incrível azar e da pouca evolução, o B.A.P ainda tem uma das melhores discografias de boy band (isso se você ignorar as merdas fofas), então eu sempre confiro seus comebacks. E quando você não gosta da música, os MVs ao menos te dão a oportunidade de ver os membros levando um tiro na cara, então é quase impossível sair totalmente insatisfeito.

Reis da Glamurização da Violência ❤

A essa altura, eu já vou ouvir B.A.P sabendo o que esperar, mas dessa vez eles até conseguiram me surpreender um pouco. Musicalmente, o novo comeback não é lá uma grande novidade no catálogo do grupo, tem o feel de faixas com-atitude-mas-gostosinhas deles como “1004(Angel)” e alguma outra que eu nem me lembro, mas conseguiram dar uma atualizada nesse estilo.

Os versos foram chatinhos, mas o refrão e a bridge me ganharam fácil, eles conseguiram destacar o ótimo instrumental muito bem. Sim, não foi uma inovação, mas ficou muito bom e não foi tão previsível quanto eles têm sido nos últimos anos, então acho que é o melhor comeback deles em tempos. Mas o que chama atenção mesmo aqui é o MV, e não digo isso só porque não rola assassinato.

O clipe trata de diversos tipos problemas mentais; tem o usuário de drogas, uma moça com problemas de auto-imagem e suponho que o cara soltando fogos pelos dedos representa a esquizofrenia (?), enfim… Ao final todos se reúnem para iniciar uma emotion revolution. O MV não é épico ou impressionante, eu diria que ele nem é exatamente bonito. Mas aí é que está, talvez ele nem precisava ser bonito. Eu acho até ele não deveria ser bonito.

Porque geralmente quando B.A.P e outras boy bands fazem clipes com comentário social eu sinto como se o foco é só aumentar a carga dramática. E sinceramente isso não é algo que me incomoda, às vezes o resultado é bem legal, mas a gente sabe que é mais para as fãs ficarem rasgando seda na internet do que de fato transmitir a mensagem para o grande público.

Dessa vez eu tive uma impressão diferente. Não tem nenhuma grandiosidade visual aqui, o MV é simples e, para os padrões do capope, ele é visualmente realista… existem umas metáforas crípticas ali, mas no geral a mensagem é clara. Provavelmente é só porque a TS gastou todo orçamento com “Skydive“, mas ainda assim a sensação é de que o vídeo realmente quis fazer as pessoas pararem para pensar sobre saúde mental. Parece que um dos integrantes sofreu com isso recentemente, então talvez seja isso.

E na Coreia, onde certos CEOs de agências da BIG 3 usam os problemas mentais de alguns de seus idols como bode expiatório para justificar seu empresariamento incompetente e o público acredita, eu acho que essa mensagem se faz bastante necessária.

Eu realmente não tenho muito a reclamar aqui, até porque isso veio da TS Entertainment e não é todo dia que eles cometem mais acertos do que erros. Eu gostei bastante, então agora já pode vir o próximo comeback fofinho e/ou ridículo para me decepcionar de novo.

P.S.: Isso tudo dito, “Wake Me Up” provavelmente não vai ficar tanto no repeat quanto essa delicinha aqui:

Anúncios

7 comentários sobre “B.A.P lançou música nova. E eles não morreram dessa vez

  1. Eu amei essa música, estou ouvindo ela nesse exato momento…e estarei ouvindo até ter que sair do PC provavelmente, não me pergunte o que me agradou tanto, mas a última música que eu gostei na primeira ouvida e ficou no repeat, foi Why So Lonely, isso no meio do ano passado @_@

    Não sou muito fã de Grupos, mas B.A.P não faz vergonha, o fandom é relativamente lúcido, eles tem uma discografia agradável…lógico que eu não sei quem é ninguém ali, nem sabia a empresa deles kkkkkkkkkkkkkkk, mas ganharam muitos pontos comigo nesse comeback!

    GO GO BI.EI.PI!

      • Se tivesse como editar eu destacaria o “RELATIVAMENTE” KKKKKKKKKKKKKKKKK pra fixar na minha própria mente…esses fãs se superam sério!

        Mas esses ai são a mesma pessoa, a última foto parece de uma criança!!!! como assim ele entrou na puberdade e ficou mais jovem?????

  2. Eu esqueci de falar das Tags,kkkkk coitada da TS, não é perdoada no deboche nem quando acerta! E para de desmerecer o post de dingotipo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s