Oh My Girl e Dreamcatcher continuam sendo dois casos curiosos no capope

Fiquei doente e tive de dar uma pausa no blog por uma semana, mas parece que passei um milênio em Nárnia. Dentre as setecentas coisas que aconteceram, tivemos o comeback de dois grupos que estão em momentos bem peculiares de suas carreiras.

Oh My Girl tem crescido em popularidade comeback após comeback, culminando em A-ing, seu maior sucesso na Coreia até agora (mesmo sendo uma merda). Já Dreamcatcher redebutou no começo do ano, conseguindo chamar muita atenção internacionalmente e gerar um pouco de interesse na Coreia também, por já apresentar um baita diferencial.

Ambos tentam agora aproveitar a atenção que conseguiram para dar mais um passo à frente, mas como será que eles se saíram? Venham ver!

Coloring Book consegue ser pior que A-ing! Foi uma tortura chegar até o final disso. Eu consigo imaginar perfeitamente o processo de concepção dessa música, o produtor estava ouvindo Lookie Lookie quando de repente lhe veio à cabeça “Ei, como seria Wings do Little Mix cantada por Red Velvet?” e o resultado foi essa desgraça.

Sério, k-pop, você realmente precisava fazer outra cópia de Wings? Esquece Little Mix e vamos começar a plagiar Sugababes ou Girls Aloud, por favor?

Eu achei a ideia do MV bem legal, é basicamente elas numa página em branco do Paint enquanto ela se enche de cores e desenhos, mas o resultado final não me impressionou muito não. A fotografia de alguns takes tá estranha pra cacete. Até acho que fazia parte do conceito mesmo, mas ainda assim só fez parecer um MV de YeA ou HighTeen com dinheiro suficiente para gastar em efeitos especiais toscos.

Quantos de vocês perceberam que uma integrante não está nesse clipe?

Oh My Girl é um dos casos mais interessantes no k-pop atualmente. Junto com Lovelyz, ela é a girlband mais popular da nova geração depois do óbvio top 5 (Twice, GFriend, Red Velvet, Blackpink e Mamamoo)… isso com vendas do nível de um Nine Muses em 2012. Vocês têm noção do que é isso!??

Isso mostra o quanto o mercado supersaturou de grupo idol, hoje só cinco girl groups são realmente relevantes para o público coreano! E por isso Oh My Girl é um grupo a ser observado: elas são a linha que separa as populares das flopadas e, dependendo do que fizerem, elas irão subir ou cair a qualquer momento.

Como Windy Day conseguiu o #1 no meu ranking de 2016, vocês poderiam imaginar que eu estava extremamente empolgado para esse comeback. Mas não, eu nem me interessei em conferir o novo EP até agora. E, tipo, eu decorei os nomes das oito integrantes do Lovelyz em uma semana assim que me dispus, mas tento o mesmo com Oh My Girl desde Liar Liar e a única que consegui decorar é a YooA, por causa da boca torta.

Eu falei pra você não ir no mesmo cirurgião do GFriend, amiga.

Acho que é porque eu ainda não consigo ter uma imagem bem definida do grupo na minha cabeça de jeito nenhum. Twice e Red Velvet já possuem suas identidades bem construídas, mas me parece que OMG só definiu “aegyo” como conceito E NADA MAIS.

Uma hora é aegyo banda de marchinha, outra é aegyo conto de fadas, aegyo quirky redvelvetesco, aegyo folk-meets-ABBA-meets-Arábias, aegyo de verão… Não me entenda mal, a maioria das canções são ótimas, os conceitos muito bem executados e isso já poderia ser suficiente em 2010 ou 2011, mas os tempos mudaram. O mercado coreano não tem mais muito espaço para girlbands agora, você precisa de um algo mais para fazer as pessoas se lembrarem. Até agora o único “algo” delas é a YooA…

Sim, sei que o pessoal fala que OMG tem um lado red e um lado velvet. Eu achava que isso era só uma piadinha, mas parece que os fãs realmente estão investindo nessa ideia… e eu não acho que seja bem assim?

Pelo visto desde que o Red Velvet surgiu com a tal “dualidade”, os capopeiros tentam usar esse troço para explicar qualquer inconsistência discográfica das favoritas. Porque sério, dá para aplicar isso a qualquer um! Eu posso dizer que Rainbow tinha o lado rain e o lado bow; Sistar tem o lado sister e o lado star; Girls’ Generation o lado girls e o lado generation; Secret tem o lado secret e… o lado mais secret, TÁ VENDO???

Nem todo grupo tem esse tipo de super-planejamento-mor por trás, geralmente as agências focam no conceito do comeback mesmo e acabou. Acho que OMG só tá pulando de red aegyo para white aegyo aleatoriamente porque é o que tem vendido hoje em dia, então óbvio que a agência vai ficar arriscando nesses dois.

Pode ser que eu esteja errado sim, mas até Oh My Girl surgir com um lançamento que deixe explícito que essa realmente é a ideia, eu vou continuar achando que isso é delírio de fã querendo explicar a existência das duas faixas mais destoantes da discografia delas.

Agora um grupo que definitivamente tem um super-planejamento-mor ligando os comebacks é o Dreamcatcher. O black aegyo/wicca aegyo/satan aegyo ou como quer que vocês prefiram chamar segue firme em Good Night! O próprio MV é uma continuação direta do redebut e o instrumental desse comeback até apareceu no final do MV de Chase Me.

Eu achei Good Night muito boa, mas ela não chega ao mesmo nível de perfeição de Chase Me. Apesar de terem as mesmas influências, Chase Me ainda possuía os pop hooks enquanto Good Night mergulhou mais fundo no heavy metal e nisso acabou esquecendo de ter um refrão mais grudento. No fim, ficou basicamente metal com vocais aegyo e, apesar disso ter funcionado para Babymetal, eu acho que não vai ter muita chance na Coreia.

E, puta que pariu, A GENTE JÁ PODE SE LIVRAR DESSA RAPPER??? Essa voz demoníaca fazia parte do conceito mesmo ou era ela tentando ser badass feito o Bobby do iKON? Qualquer que seja a resposta, não funcionou!

Que Dreamcatcher é incrivelmente promissor nós já sabemos, agora a questão é o que esse comeback vai fazer pela carreira delas. É um pouco difícil julgar as possibilidades do grupo, visto que a proposta dele não tem muitos precedentes no capope. Tivemos Pritz, mas aquele grupo nunca teve muitos recursos pra de fato acontecer, né?

Ritual para que o Capope não crie mais cópias de Wings do Little Mix

E parece que Good Night não conseguiu nem o top 200 no MelOn, mas ainda assim esteve entre os principais termos de busca na Coreia essa semana. Pelo visto existe mais uma curiosidade do público coreano pelo grupo do que realmente vontade de comprar as músicas… Uma situação parecida com o começo do MAMAMOO, quando havia um interesse no conceito do grupo, mas ele só alavancou quando lançou algo mais genérico com Um Hã Uhum Rá Ié Ié.

A solução para Dreamcatcher deve ser fazer o próximo comeback ter um pouco mais de apelo para as massas, só espero que Happyface consiga equilibrar isso ao invés de colocar as sete pra aparecerem coloridas dando pulinhos de um lado para o outro…

Mas se isso acontecer, tudo bem, é só a gente dizer que esse era o lado Dream e o próximo é o lado Catcher.

P.S.: o fato de que eu tive de ligar o SafeSearch para procurar uma foto do Pokémon Dragonite deveria ser motivo de vergonha para os otakus.

P.S.2: o fato de que mesmo com o SafeSearch ligado eu vi uma imagem que não merecia existir deveria ser motivo de vergonha para toda a humanidade.

Anúncios

14 comentários sobre “Oh My Girl e Dreamcatcher continuam sendo dois casos curiosos no capope

  1. Eu acho que sou o único que gostou de Coloring Book xD Eu acho que é porque não sou muito exigente e gosto dessas musiquinhas inofensivas chiclete e-e
    E mais uma vez as sapatonas perigóticas trevosas arrasaram não é mesmo ? Adorei essa Boa Noite ai , que elas continuem com o pacto com o tinhoso pra continuar lançando coisa boa ( mas ainda sinto falta de Porquê Você Desceu no Meu Barraco ? saudades dos urisee ne ueuani e-e)
    E tu falou ai de Sugababes e Girls Aloud bateu uma nostalgia ;-; quanta música boa esses dois grupos ja lançaram em Hole in The Head , Overload , Can’t Speak French , Sexy No No , nossa saudades aqui ta a mil vou até ouvir umas musiquinhas delas hehe

  2. O deboche em cima do povo q justifica a inconsistência das favoritas falando q é dualidade de conceito foi demais kkkk.
    Acho q as empresas estão debutando os grupos com essa dualidade pra testar qual conceito vende mais e e investir. Todo grupo q debutou com esse lado red/velvet abandonou um dos lados e seguiu com o mais rentável, até o Red Velvet q deu nome a essa dualidade desistiu do lado Velvet pq o Red é q vende mais. Oh My Girl, Pristin, Cosmic Girls, e mais doze @s de girlbands debutaram com dualidade de conceito, mas abandonaram essa dualidade pra seguir com o mais lucrativo (exceto o Pristin q acabou de debutar, mas já se percebe uma dualidade em Black Widow/Wee Woo).

    Agr vou enaltecer Dreamcatcher haha. Melhores rookies ever ❤ donas do dark aegyo ❤ princesas satânicas do kpop ❤ Um grupo desse nível n merece o flop, é injusto demais, vamos torcer pra elas pelo menos chegarem no mesmo nível de Lovelyz sem precisar mudar o conceito pq Dreamcatcher n pode morrer.

    • Mas aí é que está, eu acho que a tal dualidade nem existe. Esses grupos todos só estão fazendo conceitos distintos um dos outros mesmo, coisa que 85% dos girl groups têm feito desde SEMPRE.

      No Red Velvet era fácil dizer que essa de fato era a ideia porque os dois conceitos eram bem díspares, visualmente e em sonoridade. Oh My Girl só tá fazendo duas variações do mesmo aegyo. E os mini albums delas têm um pouco de tudo, eles não têm cada um “um lado só” nem nada, como o Red Velvet fazia quando tinha a dualidade, não sei…

  3. “BOCA TORTA, DREAMCATCHER, LADO DEN, LADO EARWORM, OH MY GIRL”

    BOCA TORTA! SOCORRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11 Eu nunca notei isso buahauahauahuahaua

    W-dragon, explica pra gente de onde vem o nome “The Earworm Den”??????? tipo assim, cera de ouvido???????? tem uma explicação por trás??????? um contexto?

    • Eu pensei em vários nomes na verdade (até em “Caverna do Dragão”, sério), aí me veio que “earworm” é como os americanos chamam uma música bem grudenta (ou o refrão dela) que traduzido seria algo como “larva de ouvido”. O “den” significa “toca”, então a brincadeira é que o blog seria “a toca da larva de ouvido”/”a toca da música grudenta”.

  4. “P.S.: o fato de que eu tive de ligar o SafeSearch para procurar uma foto do Pokémon Dragonite deveria ser motivo de vergonha para os otakus.”

    Não temos culpa! é só digitar “dragonite pokemon” aparece sim! para de difamar a comunidade otaku kkkkkkk

    P.S.2: o fato de que mesmo com o SafeSearch ligado eu vi uma imagem que não merecia existir deveria ser motivo de vergonha para toda a humanidade.

    Melhor nem saber…..

      • AHHHHHHHHHH então era de conotação sexual…@_@…

        As pessoas sempre fazem coisas estranhas em “quatro paredes”, não me pergunte de onde vem esses fetiches, mas eu acho estranho que ABSOLUTAMENTE QUALQUER COISA que você digitar em algum navegador, e buscar em imagens, vai aparecer algo de conotação sexual! não entendo!!!!

  5. Acabei de ouvir essa do Dreamcatcher por motivos de que só agora tive tempo pra retornar com minhas atividades locais no k-pop.
    Achei ela gostosinha e o rap demoniaco é o ponto alto da faixa<3
    Essa das Oh my girl nem dei play e pelo visto nem vou precisar, eu só sinto decepção com elas quando lembro que elas tem "Closer" no catálogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s